Chega o fim do verão e a volta à rotina. E, ainda que não pareça, o seu bebé já está pronto para ir para a creche. O tempo passa muito rápido, e esta etapa vai-se converter num dos momentos de transição mais importantes da sua vida. E também, dos mais difíceis. Porque separar-se do aconchego dos seus pais, ainda que seja apenas por umas horas, não é agradável para nenhum bebé. 

Como devem os pais enfrentar este momento das suas vidas? Ficam aqui alguns conselhos para adaptar o bebé ao seu novo espaço: a creche!

 

O que significa a creche para um bebé?

Para um bebé, que ainda não está plenamente consciente das suas próprias ações, a creche é um espaço desconhecido e, sobretudo, a primeira separação física dos pais. Também é a saída do lar, e isto irá influenciar fortemente a sua perspetiva sobre o mundo. 

A sua reação dependerá de diversos fatores, como a idade, a sua própria personalidade ou o ambiente desconhecido da creche, que pode influenciar de forma positiva ou negativa, ainda que, por outro lado, a atitude dos pais face ás crianças durante a sua infância também irá marcar no pequenito uma conduta de maior ou menor dependência emocional. 

Os próprios pais, naquele momento, também se preguntam se tomaram a decisão correta de levá-lo para determinada creche, e o bebé pode contemplar o seu estado de ânimo face a esta realidade. É importantíssimo mostrar-lhe confiança nestes momentos, porque na creche irá relacionar-se com pessoas estranhas à própria família, pondo à prova as suas habilidades sociais e comunicativas.

 

As reações do bebé face ao seu primeiro dia na creche 

O processo de adaptação pode ser difícil em muitos casos. Passarão dias até que se acostume ao seu novo lugar e que supere a separação com os seus pais. 

Cada bebé é um mundo, e o facto de não chorar ou de não estar aborrecido não significa que já se adaptou ao novo local. 

Ao fim de algumas semanas terá criado confiança com o seu cuidador e os seus colegas. Até lá, não devem estranhar que, durante os primeiros dias, se sinta incomodado, triste, sem apetite à hora de comer ou tenha dificuldade para conciliar o sono à noite.

 

Como podemos atuar?

O trabalho principal dos pais é socorrer os mais pequenos quando aparecem dificuldades de enfrentar a creche. E o que podemos fazer? 

  • Primeiro, temos que enfrentar com eles a mudança. Falemos-lhes sobre a a creche e o que existe dentro das suas paredes. Comentem com eles os aspetos positivos do local, transmitindo-lhes confiança e positivismo, sem deixarem de lhes dizer toda a verdade. 
  • Uma opção muito útil para vencer estes medos é ir com o bebé à creche uns dias antes de começar. Assim, este conhece previamente o seu novo ambiente, e com isso irá sentir-se mais orientado e com mais confiança quando começar nessas andanças. 
  • Façam com que a sua permanência na creche aumente progressivamente em vez de começar logo todo o dia.
  • E, muito importante, despeçam-se dele quando o deixarem na creche. Façam-lhe entender que vão embora e que não vão voltar já, mas apenas algumas horas depois. Se se forem embora sem eles darem por isso, o bebé irá sentir-se mais inseguro e triste.

 

Outros conselhos

Como já se aperceberam, não é fácil para ninguém. Mas com certeza que o vosso filho se irá adaptar à creche num abrir e fechar de olhos. Deixamos aqui duas considerações importantes sobre esta mudança tão importante nas suas vidas: 

  • Deem tempo ao pequenito. Para esta mudança, têm que ter muita paciência para enfrentarem qualquer reacção do bebé. 
  • Insistimos: transmitam-lhe confiança. Pensem que esta decisão não foi tomada por ele, e que ele se encontra perante um momento muito importante da sua vida. O mínimo que podem fazer é animá-lo uma ou duas vezes depois de um dia fantástico na creche. E que, assim, voltarão para passar o resto di dia com ele.

Add comment


Security code
Refresh