Todas as pessoas dão demasiada importância aos soluços. É verdade que é uma situação incomodativa, mas ao fim ao cabo não é para tanto. É uma situação frequente que, até o seu bebé, pode ter. Desde que são fetos sofrem este tipo de contrações momentâneas. Mas, porque acontece? Como podemos pará-lo? 

Hoje vamos falar sobre as causas, consequências e soluções para os soluços em bebés, para que todos os pais estejam prevenidos na hora da verdade. Mãos à obra!

 

O que são os soluços?

É um trastorno muito comum devido à irritação do diafragma, músculo fundamental para a respiração. Este contrai-se de maneira repentina, assim como todos os músculos do sistema respiratório e as cordas vocais, produzindo um som um som abafado muito característico. Normalmente, os efeitos dos soluços desaparecem rapidamente e o bebé recupera o fôlego normal. 

Como já falámos antes, os soluços aparecem em mamíferos, mas, particularmente, nos bebés lactentes. Praticamente, todos eles têm este pequeno trastorno, sobretudo no sexto mês de vida. Isto é devido à sua adaptação ao ambiente e ao desenvolvimento do seu organismo.

 

Causas dos soluços 

O mais normal é que os soluços apareçam devido a uma indigestão ou por terem o estômago cheio. Isto causa a contração do diafragma que por sua vez causa os soluços. 

Outras considerações a ter em conta são as seguintes:

  • A comida estava demasiado quente
  • O bebé comeu muito rápido (recomenda-se um tempo médio de 20 minutos para a refeição)
  • A posição do bebé ao comer
  • Introdução de bebidas com gás na dieta do bebé e alimentos que possam irritar o seu sistema digestivo
  • Não ter esperado pelo arroto do bebé antes de o deitar no berço 

Por outro lado, pode surgir devido ao pouco desenvolvimento do seu sistema nervoso, o mesmo que comanda o sistema motor do corpo. Diversas alterações dos seus nervos podem originar movimentos involuntários de músculos como o diafragma neste caso. O sistema digestivo também pode estar pouco desenvolvido. Isto pode provocar mudanças na temperatura corporal do bebé e refluxo, um mal-estar que afeta o esófago e os músculos da digestão que a longo prazo pode solucionar-se. 

Há que mencionar também que os soluços também acontecem pelo uso de tetinas pouco adequadas para a sua alimentação, que impulsa a entrada de ar enquanto se alimentam. Na hora de lhe dar o peito, podem agarrar-se mal ao mamilo e favorecer, desta maneira, a aspiração.

 

Soluções para os soluços

Normalmente, os bebés não choram com os soluços. No entanto, causa uma sensação que, se é incómoda para os adultos, também o é para o recém-nascido. Quando o escutar a soluçar, há vários remédios que pode usar

  • É recomendado alimentar o bebé quando ele estiver tranquilo e não tenha tanta fome. Desta maneira irá comer mais devagar e evitará que aspire ar.
  • Ao amamentar, certifique-se de que o recém-nascido está a agarrar bem o mamilo. Torna-se necessário fazer turnos para lhe dar o peito. Interrompa-o, deixe que respire e volte a dar-lhe o peito.
  • Quando terminar de lhe dar o peito, mantenha o bebé na posição vertical para que possa eliminar o ar.
  • As mudanças de temperatura, por outro lado, podem provocar os soluços. É fundamental evitar as correntes de ar e resguardar-se para o alimentar. Além disso, o bebé tem que ser bem resguardado para evitar as ditas alterações bruscas de ambiente.
  • No caso de os soluços persistirem, é recomendado levá-lo ao pediatra para averiguar se há algum problema no sistema digestivo, respiratório ou nervoso do bebé.

 

Add comment


Security code
Refresh