Blog

O que fazer para o bebé deixar a chupeta

Nos primeiros anos de vida do nosso bebé, a chupeta desempenha um papel fundamental. Os pequenos têm o reflexo inato de succionar, e a chupeta permite que o façam, e com isso conseguem acalmar-se. Mas, nos primeiros dias de vida devemos oferecê-la durante curtos intervalos de tempo para que não interfira com a amamentação. Quando esta estiver bem enraizada, não há problema. E, quando o fizermos, devemos escolher as melhores chupetas para os nossos pequenos.

Com o nascimento do bebé, a vida de alguns pais muda para sempre.

Devem fazer tudo o possível para que o bebé cresça saudável e feliz, e devem fazê-lo desde o primeiro momento. Tudo começa com o primeiro choro do bebé.

Depois do parto, a mãe vai criar um vínculo emocional exclusivo com o novo membro da família. O pai, por sua vez, terá que ir criando este vínculo com outro tipo de tarefas e cuidados. Mas rapidamente o bebé irá estabelecer a ligação com ele. Além disso, pode efetuar uma série de tarefas que facilitem o dia a dia de todos, e que são de vital importância na vida do bebé. O papel do pai é imprescindível!

A OMS recomenda o aleitamento materno como a melhor opção para que o nosso bebé cresça forte e saudável.

No entanto, ás vezes, por razões diversas, é impossível para a mãe dar o peito. Por isso existem fórmulas infantis adaptadas ás necessidades de cada bebé que lhe garantem um crescimento adequado. Até agora, todas estas fórmulas eram feitas a partir de proteínas provenientes do leite de vaca. Estudos recentes demonstraram que as fórmulas à base de leite de cabra também contêm toda a energia, proteínas, nutrientes, vitaminas e minerais necessários para o seu desenvolvimento.

Já vamos a meio de dezembro!! Neste ultimo mês do ano, o Natal instala-se nas nossas vidas durante um curto período de tempo. É o começo de algumas celebrações. É uma época de magia, especialmente quando o nosso bebé a vive connosco.

É o primeiro Natal do bebé. E, ainda que não entenda muito bem o que está a acontecer ao seu redor, a nossa vontade é partilhar com ele cada momento.

Quando acaba o verão, as nossas vidas mudam de forma repentina. O ritmo de vida a que nos habituámos durante os meses estivais desaparece. Em vez dele, temos pela frente um ritmo completamente diferente. Para os adultos é a altura de voltar a trabalhar, para as crianças a de voltar à creche/escola,

Mas não é a única coisa! Também é a altura de o número de horas de sol reduzir e, com isso, o nosso estado de ânimo pode ser alterado. O conjunto de tudo isto, dá lugar a um desgaste físico e mental que pode afetar as nossas defensas, e a dos mais pequenos.

A amamentação exclusiva é recomendada até aos 6 meses do bebé, assim diz a Organização Mundial de Saúde (OMS). No entanto, há ocasiões em que não é possível, por diferentes motivos, seguir esta recom endação. Nesses casos, os pais dos bebés têm de recorrer a um aleitamento misto.

Antes de começar a falar sobre esta opção em profundidade, é necessário esclarecer o conceito. De forma clara e concisa, podemos dizer que o aleitamento misto consiste na combinação de leite materno com leite artificial, ou seja, leite de fórmula.

O parto é um momento de muitas emoções, não só para as mães, mas também para os pais. Depois de nove longos meses em que nos fomos habituando a um sem fim de alterações nas nossas vidas, chega a hora de pôr um ponto final a uma etapa e dar inicio a uma melhor: uma vida junto do nosso bebé.

Tivemos nove meses para nos habituarmos à ideia do parto, sabendo que implica o início de uma nova etapa em que chegarão novos desafios que sem dúvida, enfrentaremos e superaremos com êxito. Preparámo-nos para ele!

Quando há um bebé em casa, devemos ter o dobro do cuidado. Os pequeninos são imprevisíveis, pelo que nunca sabemos o que pode ocorrer com eles.

Também devemos ter consciência de que, para alguns acidentes, o seu organismo e as suas habilidades não estão desenvolvidas como as de um adulto.

A OMS recomenda que os bebés se alimentem exclusivamente de leite materno durante os seis primeiros meses de vida. Esta forma de alimentação é a melhor para que os pequeninos se desenvolvam e cresçam da melhor maneira. Além disso, o leite materno é muito bom para a sua saúde!

No entanto, em determinadas ocasiões, não é possível que os bebés se alimentem com o leite do peito da sua mãe. Nestes casos, é necessário recorrer ao uso de leite de fórmula e, por isso, ao uso do biberão. Esta opção é igualmente válida nestas situações, mas é importante que saibamos como devemos atuar.

A alimentação dos bebés é fundamental para que se desenvolvam da melhor forma possível. Por isso, devemos fazer tudo ao nosso alcance para que os nossos bebés não tenham nenhum tipo de problema durante o seu crescimento.

No entanto, face a este exaustivo controlo que tentamos ter, temos que entender que nem sempre depende diretamente de nós. Há acontecimentos mais do que normais, e também bastante aborrecidos, que acontecem em muitos bebés como parte do seu desenvolvimento. Mas isto não quer dizer que não possamos ajudar a evitá-los!