Blog

Com o inverno já à porta mais vale estar prevenido e saber o que é melhor para que os nossos pequenitos não passem frio (ou calor) durante os meses de inverno.

“Posso sair à rua de inverno com o meu bebé? Como evito as alterações bruscas de temperatura? E se ele se mexe muito ou se destapa, o que faço?”. Muitas são as dúvidas que nos assolam quando temos um recém-nascido ou um bebé de pouca idade em casa e o frio chega. Embora os resfriados sejam comuns nesta época do ano e um bebé se poder resfriar-se varias vezes até ao ano de idade, o medo das constipações faz com que às vezes cometamos alguns erros como não sair para dar um passeio ainda que faça sol ou então resguarda-los em excesso.

O que é a Diabetes Gestacional?

As grávidas que nunca tiveram diabetes, mas que têm níveis elevados de glucose durante a gravidez diz-se que têm diabetes gestacional.

Como posso diminuir o risco de ter Diabetes Gestacional?

Os reflexos são movimentos ou ações involuntárias. Alguns movimentos são espontâneos, e fazem parte da atividade normal do bebé.  Outros são respostas a certas ações. Os reflexos ajudam a identificar a atividade normal e nervosa do cérebro. Alguns reflexos ocorrem só em determinadas etapas do desenvolvimento. Os seguintes reflexos são reflexos normais que podem ser observados em bebés recém-nascidos.

A maioria dos bebés costuma gostar do momento do banho, no entanto há sempre exceções. A água é um meio que lhes é conhecido e costumam sentir-se cómodos.higiene bebes.

O que é certo é que não costumam gostar de despir-se nem a sensação de nudez já que se sentem desprotegidos. No entanto se lhes estivermos a tocar e a acariciar constantemente eles ficam mais calmos.

O melhor tratamento: Mantê-lo limpo e seco para evitar infeções.

O que é o cordão umbilical?

É um prolongamento de pele que une o bebé à placenta da mãe. Através do mesmo, o bebé toma os nutrientes e oxigénio necessário para se desenvolver. Após o nascimento, a equipa médica segura o cordão com uma pinça especial e corta-o com material esterilizado. Até cicatrizar, fica uma ferida aberta que tem que ser tratada e mantida com uma higiene adequada pois os germes podem provocar uma infeção.

Para trás fica a rotina das creches, atividades diárias e horários programados… Chega o verão e com ele, as alterações dos nossos hábitos, sobretudo na alimentação.

Estas alterações influenciam ainda mais os nossos pequenos e devemos saber como atuar para facilitar-lhes a sua adaptação garantindo uma nutrição adequada e necessária.

Deixamos-vos aqui algumas ideias que vos ajudarão a enfrentar a alimentação durante o verão para as vossas crianças e bebés.

Conservar corretamente garante a higiene e a frescura dos alimentos

Nos artigos anteriores deste Especial Alimentação no Verão temos aprendido como detetar e tratar as intoxicações alimentares bem como preveni-las. No entanto, um aspeto chave e fundamental desta prevenção é a conservação adequada dos alimentos para evitar a proliferação de bactérias ou vírus.

A melhor prevenção no verão: Extremar na higiene

Anteriormente escrevemos um artigo com os conselhos sobre como detetar e combater uma intoxicação alimentar nos nossos pequenos já que no verão o risco de as terem aumenta consideravelmente.

Nos meses de verão (entre Julho e Setembro) acontecem umas 8.000 intoxicações alimentares em Espanha. Este número é mais de metade das intoxicações que acontecem ao longo do ano.

A primeira análise à qual se submete o bebé entre as 48 e 72 horas de vida é o “Teste do Pezinho” Este teste é imprescindível para diagnosticar patologias endócrino-metabólicas que têm tratamento mas em que a sua deteção precoce é fundamental para evitar ou minimizar os danos no bebé.

Deixar transpirar a pele e mante-la hidratada é fundamental para evitar as irritações da Sudamina

Durante o verão, e com o consequente aumento das temperaturas a delicada pele dos nossos bebés pode ficar afetada. Com o calor, produz-se um excesso de transpiração e como a sua pele ainda não está preparada podem aparecer reações como a Sudamina.