O leite de cabra inteiro é o ingrediente-chave da fórmula Capricare®

O leite de cabra é fonte de proteínas, ácidos gordos e de uma grande variedade de outros nutrientes essenciais.

Uma diferença chave entre o leite de cabra e o leite de vaca é as proteínas e os ácidos gordos. Outro aspeto distintivo reside nos processos de secreção do leite: uma secreção maioritariamente do tipo "apócrina" no leite de cabra e exclusivamente do tipo "merócrina" no leite de vaca.

Digestão

A fórmula Capricare® é elaborada com proteínas naturais do leite de cabra inteiro, que tem a propriedade de formar uma camada porosa no estômago do bebé.

Fórmula de vaca
Fórmula de cabra

Proteínas

O leite é composto por caseínas e proteínas de soro. Há quatro proteínas de caseína: alfa-s1, alfa-s2, beta e kappa caseína; e duas proteínas de soro principais: beta-lactoglobulina e alfa-lactoalbumina. Em geral, o leite de cabra tem muito menos caseína alfa-s1 e mais beta-caseína, em comparação com o leite de vaca. Nem todo o leite de cabra tem a mesma composição. As cabras com genética diferente produzem níveis muito altos de caseína alfa-s1, semelhantes às vacas. Os criadores de gado que fornecem o leite de cabra à Capricare® selecionam as cabras com baixos níveis de caseína alfa-s1.

Gorduras

A gordura do leite é composta por cerca de 30 ácidos gordos individuais. A gordura do leite de cabra contém o dobro dos ácidos gordos saturados de cadeia média (caproico C6:0, caprílico C8:0 e cáprico C10:0) do que o leite de vaca.

Os ácidos gordos de cadeia média são digeridos mais facilmente do que os ácidos gordos saturados de cadeia longa.

Processo de secreção do leite

Quando o leite é produzido no interior da glândula mamária, ele forma pequenas gotículas nas células. As gotas de leite, que contêm proteínas, são libertadas da célula mamária através de dois processos :

  • Secreção merócrina, em que as gotas de leite se combinam com a membrana celular para libertar o conteúdo sem que ocorra a perda de outros componentes celulares.
  • Secreção apócrina, em que as gotas de leite são libertadas, levando com elas componentes celulares.

O leite de cabra é predominantemente segregado pelo processo apócrino, enquanto que o leite de vaca é exclusivamente segregado pelo processo merócrino. O leite humano é predominantemente segregado pelo processo apócrino.

Processo de secreção merócrina
Exclusivo no leite de vaca
Processo de secreção apócrina
Predominante no leite de cabra e no leite materno

O leite de cabra inteiro é o ingrediente-chave da fórmula Capricare®

O leite de cabra é fonte de proteínas, ácidos gordos e de uma grande variedade de outros nutrientes essenciais.

Uma diferença chave entre o leite de cabra e o leite de vaca é as proteínas e os ácidos gordos. Outro aspeto distintivo reside nos processos de secreção do leite: uma secreção maioritariamente do tipo "apócrina" no leite de cabra e exclusivamente do tipo "merócrina" no leite de vaca.

Digestão

A fórmula Capricare® é elaborada com proteínas naturais do leite de cabra inteiro, que tem a propriedade de formar uma camada porosa no estômago do bebé.

Fórmula de vaca
Fórmula de cabra

Proteínas

O leite é composto por caseínas e proteínas de soro. Há quatro proteínas de caseína: alfa-s1, alfa-s2, beta e kappa caseína; e duas proteínas de soro principais: beta-lactoglobulina e alfa-lactoalbumina. Em geral, o leite de cabra tem muito menos caseína alfa-s1 e mais beta-caseína, em comparação com o leite de vaca. Nem todo o leite de cabra tem a mesma composição. As cabras com genética diferente produzem níveis muito altos de caseína alfa-s1, semelhantes às vacas. Os criadores de gado que fornecem o leite de cabra à Capricare® selecionam as cabras com baixos níveis de caseína alfa-s1.

Gorduras

A gordura do leite é composta por cerca de 30 ácidos gordos individuais. A gordura do leite de cabra contém o dobro dos ácidos gordos saturados de cadeia média (caproico C6:0, caprílico C8:0 e cáprico C10:0) do que o leite de vaca.

Os ácidos gordos de cadeia média são digeridos mais facilmente do que os ácidos gordos saturados de cadeia longa.

Processo de secreção do leite

Quando o leite é produzido no interior da glândula mamária, ele forma pequenas gotículas nas células. As gotas de leite, que contêm proteínas, são libertadas da célula mamária através de dois processos :

  • Secreção merócrina, em que as gotas de leite se combinam com a membrana celular para libertar o conteúdo sem que ocorra a perda de outros componentes celulares.
  • Secreção apócrina, em que as gotas de leite são libertadas, levando com elas componentes celulares.

O leite de cabra é predominantemente segregado pelo processo apócrino, enquanto que o leite de vaca é exclusivamente segregado pelo processo merócrino. O leite humano é predominantemente segregado pelo processo apócrino.